Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

A Cidade

Você está em: Página Inicial > Cidade > A Cidade

Itajaí, entre o rio e o mar

 

English Version

Erguida no encontro do rio Itajaí-Açu com o mar, Itajaí fica situada no litoral norte de Santa Catarina, estado da região sul do Brasil. Colonizada por portugueses no século 18 e alemães no século 19, a cidade tem desde os seus primórdios uma forte ligação com a navegação. Hoje o município abriga um dos maiores complexos portuários do país. O Porto de Itajaí é o segundo porto brasileiro em movimentação de cargas em contêineres, bem como o maior exportador de carnes congeladas do Brasil. Itajaí também conta com a sede internacional da maior empresa de enlatados do mundo.

Porto

Estudos históricos revelam que a vocação para a pesca em Itajaí surgiu ainda no Brasil Colônia, quando em 1820 D. João VI mandou trazer famílias de tradicionais pescadores portugueses da cidade de Ericeira para colonizar o litoral de Santa Catarina.

Com aproximadamente 700 embarcações de pesca industrial, nas mais variadas modalidades de captura, e cerca de 40 indústrias de pescados congelados, Itajaí é responsável por 55% do mercado nacional de pesca: o maior porto pesqueiro do Brasil e Capital Nacional da Pesca. A cidade também é referência em tecnologia, inovação e qualidade na pesca, sendo que o setor representa o segundo PIB de Itajaí. Quase 20 mil pessoas trabalham direta ou indiretamente no setor da pesca na cidade.

  

A relação entre terra e mar possibilitou que Itajaí fosse, por três vezes, a única parada da Volvo Ocean Race na América Latina. A edição mais recente da maior regata de volta ao mundo foi em abril de 2018, quando a competição de veleiros foi prestigiada por 430 mil pessoas e gerou impacto de mais de R$ 83 milhões na economia da região. Além disso, a Lei Estadual nº 17.587 reconhece oficialmente Itajaí como a Capital da Construção Naval e do Turismo Náutico. Após o sucesso da Volvo Ocean Race, o município se consolidou no segmento e conquistou o título inédito.

Volvo Race

A sustentabilidade se tornou prioridade em Itajaí. Durante a passagem da Volvo Ocean Race em 2018, ocorreu a assinatura da Carta Compromisso de Mares Limpos do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), ou ONU Meio Ambiente. Itajaí foi a primeira cidade da América Latina a aderir a “Campanha Mares Limpos” ao firmar a parceria. O legado deixado refletiu na redução do uso de plástico em eventos posteriores realizados pelo município, como a Festa da Tainha e a Marejada.

      

Itajaí também é um lugar de infinitas belezas naturais, com belas praias cercadas por morros cobertos pela exuberante vegetação subtropical da Mata Atlântica. São elas: Molhes, Atalaia, Geremias (com o mirante do Bico do Papagaio), Cabeçudas, Morcego, Solidão e Praia Brava. O Parque Natural Municipal do Atalaia e a Beira-Rio (avenida Ministro Victor Konder) são pontos igualmente importantes com encantos diferenciados para quem visita.

O município investiu no turismo com a edificação do único píer turístico da região sul do Brasil que possui alfândega. Portanto, permite a atracação de navios de cruzeiros marítimos internacionais. Nas águas abrigadas do Rio Itajaí-Açu, os turistas descem no centro da cidade. Para receber os visitantes da melhor forma, a rede hoteleira aumentou a capacitação dos profissionais e vem incrementando o número de leitos com a abertura de novos hotéis de rede desde 2012.

        

A gastronomia é rica e diversa, apesar de que a tradição peixeira é refletida na maioria dos pratos. A culinária baseada em peixes e frutos do mar é aliada aos produtos cultivados nas terras da área rural e complementada com pratos vindos de várias partes do mundo. As delícias podem ser degustadas principalmente nos restaurantes da Beira-Rio, a via gastronômica do município. A vida noturna é embalada por clubes de música eletrônica, bares e baladas. O Mercado Público é uma boa opção para quem busca por música popular, já que diversos artistas locais e regionais realizam shows com repertório diverso.

Itajaí também é uma cidade universitária com seus 24 mil alunos da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), uma das maiores instituições de ensino do Brasil, com mais de 60 cursos superiores.

Os traços culturais da colonização permanecem com a reunião de grupos de coral e a manifestação folclórica do Boi de Mamão. As duas vertentes estão presentes em diversas atrações da cidade. A Fundação Cultural de Itajaí atua para manter estes costumes vivos e criar outros, como o programa Arte nos Bairros que oferece cursos gratuitos para a população adquirir formação em música, dança, teatro, desenho, pintura, artesanato e diversas áreas.

Além disso, parte da história permanece viva e em forma física, acessível aos moradores. Diversos casarões estão espalhados pela cidade: Casa Konder (1898), Casa Burghardt (1902), Casa Lins, Casa Malburg (1915), Palácio Marcos Konder - Museu Histórico (1925), Casa da Cultura Dide Brandão (1913), Biblioteca Pública Municipal Norberto Cândido Silveira Júnior - antiga Fábrica Renaux (2000), Museu Etno-Arqueológico - antiga Estação Ferroviária Engenheiro Vereza (2010) e Herbário Barbosa Rodrigues (1954).

A Igreja Imaculada Conceição é outra edificação carregada de história. Localizada quase às margens do Rio Itajaí-Açu, a igreja é considerada o monumento mais antigo da nossa história, inaugurada em 1834. A Praça do Marco Zero fica logo em frente, com um monumento que simboliza o local onde ocorreu o início da cidade. O nome oficial da praça é Vidal Ramos, em frente ao Píer de Itajaí.

Inaugurada em 15 de novembro de 1955, a Igreja Matriz Santíssimo Sacramento é outro importante cartão postal de Itajaí. Construída em estilo neogótico e românico, a igreja é decorada com motivos bíblicos, obra dos artistas italianos Emílio Sessa e Aldo Locatelli. Está localizada no coração da cidade, na Praça Irineu Bornhausen, próximo ao calçadão Hercílio Luz e outros prédios históricos, como o Palácio Marcos Konder e a Casa da Cultura Dide Brandão.

O município tem duas tradicionais festas. Em outubro é realizada a maior festa do pescado do Brasil, a Marejada. O prato típico é a sardinha assada na brasa. Tem shows, muita música, danças típicas e manifestações folclóricas, que atraem milhares de visitantes desde 1987. Em 2019, a Marejada se tornou o primeiro evento de entretenimento sustentável de Santa Catarina ao reduzir drasticamente o consumo de plástico na festa.

Em julho, a cidade homenageia o homem do campo e ressalta sua importância para a sociedade com a Festa Nacional do Colono, onde se destacam as exposições e feiras agropecuária e agroindustrial, mostra de animais, apresentações artísticas e culturais. A primeira edição foi realizada em 1981.

Com expressiva atividade cultural, a cidade ainda sedia anualmente o Festival de Música, considerado o maior evento do gênero do estado e um dos maiores do país, consagrando Itajaí como um importante polo de discussão e produção musical. Além de trazer à cidade nomes consagrados da música brasileira, o evento se destaca pela oportunidade de troca de experiências e aprendizado entre os profissionais da área.

    

Outro evento que tem fascinado o público é o Natal EnCanto, introduzido no calendário festivo em 2017. As noites de espetáculo têm sido marcadas pelo cortejo do Papai Noel pelo calçadão Hercílio Luz, coro formado por vozes adultas e infantis da cidade, patinação artística e a projeção mapeada na Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento.

 

Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2019 - Município de Itajaí